Quinta-feira, 28 de Janeiro De 2016

Divulgação Workshop Cosmética Natural

workshop.png

 

publicado por ecoescolaportomoniz às 15:06
link do post | comentar | favorito

Para Refletir!

Na fila do supermercado o caixa diz a uma senhora idosa que deveria trazer suas próprias sacolas, já que sacos de plástico não eram amigáveis ao meio ambiente.

A senhora pediu desculpas e disse:
-Não havia essa onda verde no meu tempo.
O empregado respondeu:
-Esse é exatamente o nosso problema hoje, minha senhora. Sua geração não se preocupou o suficiente com nosso meio ambiente.
E a velha senhora responde:
-...Você está certo, nossa geração não se preocupou adequadamente com o meio ambiente. Sabe por quê?
-Naquela época, as garrafas de leite, refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja.
-A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso, e as garrafas eram reutilizadas muitas vezes.
-Realmente não nos preocupamos com o meio ambiente no nosso tempo.
-Subíamos as escadas, porque não havia escadas rolantes nas lojas e nos escritórios.
-Caminhávamos até o comércio, ao invés de usar o nosso carro a cada vez que precisávamos ir a dois quarteirões.
-...Mas você está certo:
-Nós não nos preocupávamos com o meio ambiente.
-Até então, as fraldas de bebês eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis.
-Roupas secas não se conseguia usando máquinas bamboleantes de 220 volts, mas era -a energia solar e eólica que realmente secavam nossas roupas.
-Os meninos pequenos usavam as roupas que tinham sido de seus irmãos mais velhos, -e não roupas sempre novas.
-...Mas é verdade: não havia preocupação com o meio ambiente, naqueles dias.
-Naquela época só tínhamos somente uma TV ou rádio em casa, e não uma TV em cada quarto.
-E a TV tinha uma tela do tamanho de um lenço, não um telão do tamanho de um estádio; que depois será descartado -não sei como? ...
-Na cozinha, tínhamos que 'bater' tudo com as mãos porque não havia máquinas elétricas, que fizessem tudo por nós.
-Quando embalávamos algo frágil, usávamos jornal amassado, não plástico-bolha ou pets de plástico que duram séculos para se degradar.
-Naqueles tempos não se usava um motor à gasolina para cortar a grama, mas um cortador de grama que exigia músculos.
-O exercício era extraordinário, e não precisávamos ir a uma academia e usar esteiras elétricas.
-...Mas você tem razão: não havia naquela época preocupação com o meio ambiente.
-Bebíamos diretamente da fonte, quando estávamos com sede, em vez de usar copos -plásticos e garrafas pet que agora lotam os oceanos.
-As canetas recarregávamos com tinta umas tantas vezes ao invés de comprar uma outra.
-Usávamos navalhas, ao invés de jogar fora todos os aparelhos 'descartáveis' e poluentes só porque a lâmina ficou sem corte...
-...Na verdade, tivemos uma verdadeira 'onda verde' naquela época: 
-Naqueles dias, as pessoas tomavam o bonde ou o ônibus,as crianças iam em suas bicicletas ou a pé para a escola, ao invés de usar a mãe como um serviço de táxi 24 horas.
-Tínhamos só uma tomada em cada quarto, e não um quadro de tomadas em cada parede.
-Nós não precisávamos usar um GPS para chegar num restaurante, só íamos ao pizzaria mais próximo.
-...Sua geração que não quer abrir mão de nada e pensa que a minha época foi responsável.
 

-Então, a atual geração não deve falar da MINHA geração, mas resolver o problema que a SUA vem causando ao meio ambiente... 

images.jpg

 

 
publicado por ecoescolaportomoniz às 14:50
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Janeiro De 2016

Todos os benefícios do chá

cha-verde-beneficios.jpg

 

Não é um medicamento, mas os seus benefícios para o organismo são variados. Existem várias espécies de chá. Conheça as vantagens de cada um.

Os tipos básicos de chá, produzidos sobretudo na China, Índia e Ceilão, são provenientes da mesma espécie (camellia sinensis). Distinguem-se entre si pelos processos de secagem e de oxidação (escurecimento das folhas devido à quebra de clorofila), o que determina uma ampla gama de sabores e aromas.

Chá verde
Produz uma infusão de cor verde jade e um suave e relaxante odor a verduras frescas. É o menos oxidado e, por isso, preserva uma maior quantidade de catequinas, um fitonutriente com uma forte ação antioxidante.

Chá preto
É o mais aromático e o mais forte. As suas folhas em água a ferver produzem uma bebida castanha avermelhada com um aroma semelhante ao do malte.

Chá oolong
Considerado uma variedade intermédia entre o verde e o preto, pode apresentar três fases de oxidação, designadamente ligeira, moderada ou completa.

Chá branco
Resulta da infusão de chá com folhas jovens, que não sofreram efeitos de oxidação. É o mais suave e delicado e também o mais caro e difícil de encontrar.

Fonte:http://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/todos-os-beneficios-do-cha

publicado por ecoescolaportomoniz às 12:06
link do post | comentar | favorito

História do Chá

a-historia-do-cha.png

 

A segunda bebida mais consumida no mundo depois da água, o chá tem uma história deliciosa que começou na China há mais de cinco mil anos e que proliferou para os quatro cantos do mundo, onde continua a ser, ainda hoje, muito apreciado. Sabia que os britânicos, talvez os maiores fãs desta infusão, têm de agradecer a uma portuguesa a introdução do chá no seu país?!

<p>Um acaso que deu chá

Reza a história que no ano 2737 a.C., o imperador chinês Shen Nung e a sua corte estariam a fazer uma pausa durante uma viagem e, enquanto esperavam que os criados fervessem água para beber (o imperador era muito higiénico!), algumas folhas de um arbusto terão caído dentro da mesma, produzindo um líquido acastanhado. O imperador, que também era cientista, ficou com a curiosidade aguçada e resolveu experimentar a bebida, que classificou como muito refrescante. Assim nasceu o chá, que rapidamente conquistou os habitantes desse país, deixando muitas provas históricas: escavações arqueológicas encontraram recepientes de chá nos túmulos da dinastia Han (206 a.C.–220 d.C.), no entanto, foi durante a dinastia Tang (618-906 d.C.) que o chá tornou-se na bebida oficial da China. Atingiu uma popularidade tal, que durante o século VIII foi escrito o primeiro livro inteiramente dedicado a esta bebida – o “Ch'a Ching”, da autoria de Lu Yu.

Tea time no resto do mundo

Foi a partir do ano 1560 que o chá começa a viajar pelo mundo, conquistando uma multiplicidade de culturas e povos. Apesar de Portugal ter sido o primeiro país europeu a consumir chá (trazido do Oriente pelos seus navegadores!), curiosamente foram os holandeses quem importou o primeiro carregamento de chá da China, algo que aconteceu no início do século XVII, depois de terem estabelecido um posto de trocas comerciais na ilha de Java. Muito em voga na Holanda, o chá depressa circulou para outros países da Europa Ocidental, mantendo-se, no entanto, uma bebida exclusiva dos mais abastados, devido ao seu elevado preço. E foi em 1650 que os holandeses levaram o chá para o continente americano, mais precisamente para a sua colónia “New Amsterdam” (actual Nova Iorque).

Uma portuguesa em Inglaterra

Por incrível que pareça, o chá apenas chega a Inglaterra em 1652 e pela mão da portuguesa Catarina de Bragança. Filha do Rei D. João IV e da Rainha D. Luísa de Gusmão, a princesa portuguesa casa com o Rei Carlos II e apresenta aos ingleses a sua bebida predilecta – o chá – que se torna a bebida mais popular na corte e, mais tarde, no resto da classe alta. A Inglaterra fez a sua primeira encomenda de chá (cerca de 50 kg!) à Companhia da Indía Oriental em 1664.

O chá no século XXI

Actualmente, o chá continua a deliciar gerações de povos espalhados por todo o mundo, sendo ainda mais popular do que o café! No início do século XX, e com a invençaõ das saquetas de chá nos Estados Unidos, houve uma “revolução pacífica” na forma como esta infusão era consumida. Porém, alguns adeptos do chá continuaram a preferir a sua preparação com rescurso a folhas e ervas… caso dos britânicos que apenas adoptaram as saquetas na década de 70! Com sabores para todos os gostos e benefícios ao nível da saúde e do bem-estar geral de quem bebe, o chá das cinco vai, certamente, continuar a fazer história!

publicado por ecoescolaportomoniz às 11:42
link do post | comentar | favorito

Ação de Sensibilização - Hábitos Sociais em prol do ambiente (resíduos)

reciclar-papel.jpgNo passado dia 6 de janeiro pelas 15h realizou-se na nossa escola uma ação de sensibilização denominada "Hábitos Sociais em prol do ambiente (resíduos)".

A referida ação foi desevolvida pela Dr.ª. Eunice Pinto. A referida ação tinha por objetivo transmitir aos presentes, encarregados de educação, funcionários e docentes, hábitos e posturas mais amigas do ambiente. Com esta ação pretendeu-se consciencializar a comunidade para a adoção de pequenos gestos que somados podem transformar-se em mudanças benéficas para o ambiente e para todos nós. 

publicado por ecoescolaportomoniz às 11:11
link do post | comentar | favorito

Visitas

free counter

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro